História da Cerveja

O que é Cerveja?

A cerveja é uma bebida alcoólica, produzida através de fermentação de cereais, principalmente do malte de cevada.

Ingredientes da Cerveja

Os principais ingredientes da cerveja são:
Água: em média, 90% da cerveja é constituída por água. Sua qualidade, portanto, é muito importante para se obter um bom produto. Até há alguns anos, o tipo de água influenciava bastante no estilo da cerveja produzido, fazendo com que determinadas regiões do mundo regessem suas fabricações baseadas na água. Hoje, qualquer planta cervejeira no mundo pode reproduzir o tipo de água desejado, independente de sua localização.

Malte: o malte é oriundo do processo de germinação de cereais, devidamente interrompido no momento em que o grão está com uma elevada carga de amido. O principal cereal maltado utilizado na cerveja é a cevada. Outros são: trigo, centeio, aveia. A secagem do malte e sua torrefação vão influenciar no aroma e cor do produto.

Lúpulo: é uma planta perene originária da Europa, da espécie Humulus Lupulus. De suas resinas é que provém o amargor da cerveja. Seu aroma e sabor também são muito marcantes na cerveja. O lúpulo possui ação bacteriostática, colaborando com a conservação da cerveja. Uma curiosidade: apenas as flores fêmeas do lúpulo produzem as desejadas resinas para a produção cervejeira.

Levedura (Fermento): é responsável por converter a célula de açúcar em álcool. Neste processo são liberados aromas que conferem um caráter único à cerveja.

Adjuntos: Os adjuntos podem ser fontes alternativas de amido ou açúcares fermentáveis. Em muitos casos são usados para baratear o custo de produção, mas também existem os que
agregam sabor. Os mais utilizados são milho, arroz e xaropes de maltose.

Tipos e Estilos de Cerveja

Existem três famílias básicas de cervejas, que se diferem pelo tipo de fermentação.

As Ales (lê-se êiou), são também conhecidas por cervejas de alta fermentação. A ação da levedura acontece no topo do tanque e as temperaturas de fermentação são mais elevadas, entre 16 e 22ºC. Costumam ser cervejas bastante aromáticas, com bastante presença de sabor e em alguns casos, teor alcoólico mais elevado.

As Lagers (lê-se laguer), são conhecidas também por cervejas de baixa fermentação. A levedura age no fundo do tanque e a temperatura de fermentação gira em torno de 8 a 14ºC. Geralmente apresentam muito menos aromas e sabores provenientes de fermentação.

A terceira e mais peculiar das famílias é a das Lambics. As Lambics não levam adição de fermento em sua fórmula, e a fermentação ocorre pela ação de leveduras existentes no ar. São originais de uma região conhecida por Vale do Senne,de apenas 25 km2, no entorno de Bruxelas, onde existem os microorganismos desejados para a fermentação. As Lambics costumam ser cervejas bastante ácidas, com toques azedos e amargos. Por isso, muitas delas levam a adição de frutas em sua composição.